Passo a passo para planejar a reforma do seu imóvel

Planejar a reforma de um imóvel é visto por muitos como sinônimo de problemas que irão aparecer.

Isso acontece pois existe uma crença no mercado de construção civil de que obra é pura dor de cabeça.

De fato, caso você não pesquise muito antes e não tenha experiência em nada sobre assunto, ela provavelmente será.

Com isso, a partir desse artigo, esperamos que você possa absorver o máximo do conteúdo para que possa evitar problemas corriqueiros de obras, e assim realizar a reforma do seu imóvel sem dores de cabeça.

5 dicas para planejar a reforma do seu imóvel

1. Defina o objetivo

Antes de tudo, você precisa definir o que você está buscando com a reforma do seu imóvel.

Tenha claro se é para aumentar o valor da venda futura, corrigir alguma falha estrutural, alterar a arquitetura para uma que se adeque ao seu estilo ou até promover um maior conforto para você e sua família.

Após definir o seu objetivo claramente, você deve procurar por inspirações antes de realizar a sua reforma.

Pesquise ambientes de acordo com o seu desejo. Uma boa dica é utilizar o Pinterest para tais pesquisas. Nele você pode encontrar infinitas inspirações de reformas de imóveis que adequem ao seu objetivo.

Outras duas opções também é utilizar a própria aba de pesquisa de imagens do Google ou Safari, ou buscar inspirações em imóveis de conhecidos e amigos.

Tenha ciência de que se você mudar de ideia em relação ao ambiente quando a reforma já tiver começado, é muito provável que as dores de cabeças corriqueiras de obras comecem a aparecer.

2. Estabeleça o orçamento

Estabeleça o orçamento que você esteja disposto em investir para reformar o seu imóvel.

Vale ressaltar que é muito improvável que o valor do orçamento se modifique com imprevistos que vão aparecendo. Então, separe um valor a mais do que você está planejando como “segurança” para que a obra não corra o risco de parar no meio do caminho.

Outro ponto importante para cumprir o orçamento estabelecido é “ficar em cima” para que todos os materiais sejam 100% utilizados e evite erros que vão resultar em gastos além do esperado.

Dica extra: separamos essa dica para que o preço da sua reforma possa ser menor. Porém, ela só pode ser exercida em prédios.

É muito provável que junto com a sua reforma vá ter uma pintura. Caso você more em apartamento, verifique qual será o momento em que ele irá em buscar por empresas de pinturas prediais para a pintura do prédio.

Mas, aonde queremos chegar?

É provável que se você negociar com síndico, ele colocará a pintura do seu apartamento junto ao orçamento, fazendo com os seus custos caiam. Caso a próxima pintura não for demorar, pode ser válido esperar.

Com isso, você pagará toda a parte de custo que a empresa cobrou pela sua pintura e pela pintura completa do prédio (que todo morador paga uma parte).

3. Pesquise por preços

Definindo o objetivo e orçamento, é o momento de pesquisar por materiais de construção que tornarão o seu objetivo possível e que se adeque ao seu orçamento.

O orçamento dos preços precisa ser feito em várias lojas de materiais de construção.

Verifique também as condições de pagamentos que cada empresa está disponibilizando.

Procure negociar com os vendedores em relação aos preços. É muito provável que materiais sejam mais baratos em uma loja, mais caros em outras e no final o preço fique “misturado”.

Tente negociar a totalidade de materiais em uma loja só para que o preço saia o mais baixo possível e que você consiga todos os materiais necessários com boas condições pagamento. Não é uma tarefa fácil, porém valerá a pena.

A sua reforma, provavelmente, precisará que você solicite o aluguel de caçambas de entulho com uma empresa especializada. Faça o orçamento com várias e solicite a com melhor preço.

4. Crie o cronograma

Agora, é o momento de criar o cronograma que se adeque ao que você está propondo para a reforma do seu imóvel. Para evitar dores de cabeça, você deve seguir esse cronograma à risca.

Esse cronograma deverá conter:

  • Data de início da obra;
  • Data de cada etapa;
  • Orçamento final;
  • Orçamento de cada etapa;
  • Data prevista de término.

O orçamento deve conter também o custo de mão-de-obra.

5. Procure bons profissionais

Ter bons profissionais com você será essencial. Isso porque o resultado do seu objetivo só será alcançado com boas pessoas no processo.

Nesse artigo, vamos indicar a procura de bons profissionais por dois caminhos: a indicação e pesquisa pelas redes sociais.

Busque com amigos que já realizaram algum tipo de reforma por bons profissionais do mercado e saiba os aspectos positivos e negativos do profissional.

Hoje em dia, outro meio de pesquisa importante são as redes sociais. Pesquise pela empresa que se adeque ao seu objetivo.

Veja as avaliações no Google Meu Negócio do profissional, tempo de atuação no mercado e, caso saiba de alguém que fez algum serviço com ele, pergunte tudo sobre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *